JORNAL HOJE – GLOBO – Entrevista Meiry Kamia

Edição do dia 09/07/2012

09/07/2012 10h08 – Atualizado em 09/07/2012 15h23

Sala de Emprego mostra as atitudes que mais incomodam os chefes

Pesquisa revela que 80% das demissões são causadas por problemas de relacionamento.

 

Qualificação e um bom currículo não são mais sinônimos de uma carreira de sucesso. Cada vez mais, as empresas estão atentas ao comportamento dos profissionais. Pesquisa realizada pela Catho com 46 mil profissionais de empresas de todo o Brasil revelou que 80% das demissões foram causadas por problemas de relacionamento em geral.

De acordo com a pesquisa, 24,2% dos profissionais ouvidos foram demitidos porque não conseguiram os resultados desejados; 20,5% eram tecnicamente incompetentes, não sabiam supervisionar ou não eram dinâmicos; 13,3% não se relacionavam bem com o grupo ou com o chefe; e 10,5% chegavam atrasados com frequencia ou faltavam ao trabalho.

A consultora Meiry Kamia lista as principais atitudes que podem prejudicar o profissional: fofoca, falta de cooperação entre os setores, desânimo e falta de motivação, formação de “panelinha” e falta de iniciativa.

Uma empresa de call center de Bauru, no interior de São Paulo, resolveu tomar medidas para acabar com a fofoca pelos corredores. Para isso, começou a aplicar pesquisas entre os funcionários para aproximar a comunicação. “Hoje conseguimos consolidar uma comunicação estruturada, com internet, televisão interna, impressos”, afirma Juliana Dorigo, consultora de RH.

As empresas estão inovando para integrar as equipes. Em Sorocaba, também no interior de São Paulo, uma empresa evita as conversas paralelas e a fofoca com uma medida simples e objetiva: o “café com o responsável”, uma reunião onde funcionários podem reclamar e dar sugestões aos superiores. A empresa dá retorno sobre todas as queixas.

 

(Em um bate-papo ao vivo, aqui no site do JH, a consultora Meiry Kamia falou sobre outras atitudes que incomodam em uma empresa. Veja no vídeo ao lado a entrevista na íntegra).