ISTO É DINHEIRO entrevista MEIRY KAMIA: Como identificar e se defender do Assédio Moral

Como identificar e se defender do assédio moral no trabalho

07 de Junho de 2013

O assédio moral no trabalho se caracteriza pela exposição do colaborador a situações humilhantes e constrangedoras, de forma repetitiva e prolongada, causando um efeito devastador na autoestima da vítima. De acordo com a psicóloga e consultora de treinamento e desenvolvimento de pessoas, Meiry Kamia, tal violência psicológica causa danos à saúde mental e física não apenas à vítima da agressão, como também dos colegas de trabalho que testemunham os fatos, destruindo o bom clima organizacional, diminuindo a produtividade dos funcionários e aumentando os índices de rotatividade.

A psicóloga afirma que, no ambiente de trabalho, o assédio pode ocorrer tanto entre chefia e funcionários, como também entre colegas de trabalho. O assédio pode se dar em forma de abuso de poder ou manipulação perversa como o isolamento da vítima, desqualificação, vexação, indução ao erro, assédio sexual e recusa da comunicação direta.

“É importante enfatizar que para ser considerado assédio moral é preciso que o abuso de poder seja feito de forma repetitiva e prolongada, configurando a relação de perversidade no ambiente de trabalho”, afirma a psicóloga. Nem sempre o abuso é feito por meio de xingamentos e insultos. “Ao contrário, este não é um conflito aberto e declarado”, diz. Por isso, não raras vezes, apresenta-se mascarada de ternura e bem querer, mas envolto por um clima glacial.

Muitas pessoas desistem de entrar com a ação por assédio moral por temerem perder o emprego ou ficarem “manchados” na sua área de atuação. A necessidade de haver testemunhas que comprovem o assédio também dificulta o processo, pois os colegas de trabalho também temem perder o emprego. 

Segundo a especialista, o melhor caminho rumo à repressão do assédio moral é sempre a prevenção. “O assédio se instala nas organizações quando a vítima não é ouvida e o diálogo é impossível”, afirma. Prevenir significa criar políticas que facilitem o diálogo e a comunicação verdadeira, o que inclui, principalmente, a educação dos gestores. 

Disponível em: http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/121183_COMO+IDENTIFICAR+E+SE+DEFENDER+DO+ASSEDIO+MORAL+NO+TRABALHO

VEJA TAMBÉM:

ASSÉDIO MORAL NO TRABALHO

POR DETRÁS DA ARROGÂNCIA

5 ERROS DOS PROFISSIONAIS AMBICIOSOS DEMAIS

COMPORTAMENTOS QUE CAUSAM DEMISSÃO