5 dicas sobre o que fazer na hora de pedir aumento

 

5 dicas sobre o que fazer na hora de pedir aumento

 

Escolher o melhor momento da empresa e do chefe pode significar muitos pontos na empreitada rumo a um salário maior.

É imprescindível saber como agir e o que argumentar na hora de pedir um aumento salarial, para que a iniciativa não gere tensão ou desgaste. Escolher o melhor momento da empresa e do chefe pode significar muitos pontos na empreitada rumo a um salário maior. Além disso, esteja aberto para negociar benefícios. Com a ajuda da psicóloga e consultora de treinamento e desenvolvimento, Meiry Kamia, DINHEIRO selecionou cinco dicas dadas pela para você não cometer erros em um momento tão importante.

Confira:

1. PREPARE OS ARGUMENTOS EM FORMA DE NÚMEROS: você só pode ganhar mais se mostrar que está fazendo mais. Quando foi contratado, você assinou um contrato que especifica suas obrigações. Caso você esteja fazendo mais do que o contratado e isso esteja gerando lucro para a empresa, aí sim você tem um bom argumento para pedir aumento. Transforme esses fatos em números, por exemplo, “aumentei em ‘X’% o número de clientes”, “aumentei em X% o faturamento da empresa”, “reduzi em X% o custo do meu departamento”, ou seja, mostre que você está fazendo por merecer.

2. NÃO SE COMPARE A COLEGAS: nunca peça aumento comparando-se aos colegas, dizendo, por exemplo, “eu mereço um aumento porque ‘fulano’ faz muito mal o seu trabalho, eu me sinto sobrecarregado e por isso mereço um aumento”. Nem use argumentos do tipo: “chego sempre no horário e fulano sempre chega atrasado”, “eu não falto”, “sou responsável”, “sou comprometido”, etc. Esses argumentos não funcionam porque você não faz nada mais do que a sua obrigação. A empresa não te contratou para faltar, ou chegar atrasado, ou ser irresponsável. Ela o contratou para você executar o seu trabalho da melhor forma possível. E o fato de o seu colega fazer mal o trabalho dele não é um problema seu e sim do seu colega, que poderá ser incluído no próximo corte de funcionários. Portanto, não misture as coisas.

3. ESCOLHA O MELHOR MOMENTO DO CHEFE E DA EMPRESA: observe o momento da empresa. Não adianta pedir aumento se a companhia está passando por dificuldades financeiras, realizando ações de redução de custos, etc. Provavelmente você receberá uma negativa. Escolha também o melhor momento para conversar com seu chefe. Escolha um horário em que ele esteja menos atribulado de serviço, menos estressado e que possa te ouvir com mais tranquilidade.

4. ESTEJA ABERTO PARA NEGOCIAR BENEFÍCIOS: antes de pedir aumento pense se é possível, no caso de uma negativa ou dificuldade da empresa, negociar algum tipo de benefício como cursos de pós-graduação e idiomas. É uma forma de dar opções a auxiliar na negociação.

5. EVITE QUESTÕES PESSOAIS: nunca queira justificar um pedido de aumento de salário por questões pessoais do tipo, “vou me casar e minhas despesas irão aumentar”, “meu filho vai nascer”, ou “estou endividado e preciso de aumento porque o salário não paga minhas contas do mês”, ou “preciso comprar um carro”, etc. A empresa não tem nada a ver com seus problemas pessoas e só dará aumento caso você esteja rendendo mais para ela. Você deve mostrar, através do seu desempenho, que realmente é um funcionário que vale mais.

Disponível em: http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/121396_5+DICAS+SOBRE+O+QUE+FAZER+NA+HORA+DE+PEDIR+AUMENTO

VEJA TAMBÉM: